Conheça os hábitos alimentares que podem afetar a audição

Conheça hábitos alimentares que podem afetar a audição

Conheça os hábitos alimentares que podem afetar a audição

Já falamos sobre  como uma alimentação saudável pode prevenir a perda de audição. Hoje iremos falar sobre hábitos alimentares que podem influenciar e serem prejudiciais ao nossos ouvidos. Quando ingerimos alimentos industrializados em excesso, eles acabam afetando o bom funcionamento do corpo. Assim, se uma parte está com problema, todos os sistemas da área podem ser afetados.

A audição é um dos importantes sentidos do nosso corpo, por isso, quando é afetada, acontece a diminuição da qualidade de vida e bem estar da pessoa, uma vez que pode acarretar em dificuldades de aprendizado, problemas profissionais, emocionais e até mesmo psicológicos.

Você já sentiu tontura, náusea, zumbidos ou teve algum episódio de perda auditiva temporária? Talvez a sua alimentação possa ser o fator que desencadeia esses problemas.

Numa pesquisa realizada pela Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, os participantes responderam a questionários sobre a sua saúde e fizeram um teste de audição de quatro partes. Os resultados mostraram uma forte ligação entre dieta e audição.

Além disso, os resultados obtidos também mostraram que pessoas que mantinham uma alimentação balanceada, mas tiveram uma maior exposição ao ruído, foi comparável à audição de quem se alimentava mal, mas tinha uma exposição menor ao ruído.

Confira os principais hábitos alimentares que podem prejudicar audição:

Açúcar

O açúcar possui a substância glicose, que é essencial para o funcionamento do nosso corpo. Porém, em excesso, causa um aumento da insulina, que tem função importante na regulação de íons presentes no ouvido interno.

Cafeína, álcool e tabaco

Essas substâncias devem ser evitadas por quem tem propensão a desenvolver problemas de audição. Elas podem induzir o aparecimento de zumbido precoce e aumentar o problema para quem já tem. Isso ocorre porque essas substâncias são vasoconstritoras, o que leva à diminuição da irrigação do ouvido.

Não beber água

Também é importante beber água. Longos períodos sem ingestão do líquido são desfavoráveis para a saúde, pois ele ajuda no fluxo sanguíneo do ouvido interno. Isso faz as células ficarem nutridas.

Jejum

O jejum prolongado, por mais de três horas, é outro fator que atrapalha a função auditiva. Esse hábito pode dar sensação de pressão nas orelhas, além de zumbido e tontura.

Gordura

Muita gordura podem levar a alterações metabólicas que irão afetar o correto funcionamento do corpo e desencadear problemas como o colesterol alto, hipoglicemia por hiperinsulinismo, entre outras.

Uma solução a todos os problemas que podem desencadear uma alimentação ruim, é uma dieta balanceada, pois alguns alimentos contribuem para preservar a audição. É preciso prestar atenção também em como se come. Comer sentado à mesa, sem pressa e tranquilamente, diminui o estresse, ajuda a digestão e faz bem para todo o corpo.

Voltar para Notícias