Perda auditiva pode ser causada por má alimentação na infância

Perda auditiva pode ser causada por má alimentação na infância

Perda auditiva pode ser causada por má alimentação na infância

Se você acredita que a perda auditiva é resultado apenas de ações do presente, saiba que os danos à audição podem começar logo nos primeiros anos de vida, com a alimentação. Quanto menor for o consumo de frutas, vegetais e proteínas durante a infância, maiores são os prejuízos para a saúde, incluindo danos na formação do sistema auditivo que podem levar à surdez.

A má alimentação torna as crianças mais suscetíveis a infecções, incluindo dos ouvidos. Quanto mais frequentes forem essas infecções, maiores as chances delas causarem a perda da audição. Isso pode acontecer porque o labirinto, órgão responsável pelo equilíbrio, está localizado dentro do ouvido. Se inflamado, pode afetar as células ciliadas, causando a perda da audição.

As células ciliadas são responsáveis pela audição sensorial. Durante a vida adulta, elas não são mais produzidas, ou seja, não se regeneram quando danificadas. Assim, o indivíduo vai perdendo a audição ao longo dos anos, dependendo dos seus hábitos

Prevenção

Estar atento à alimentação dos filhos é garantir que eles tenham um bom desenvolvimento. É importante proporcionar para as crianças uma alimentação balanceada, repleta de alimentos que possuem potássio e vitaminas A, C e E, entre outros.

Outro item que deve ser evitado, tanto pelas crianças quanto pelos adultos, é o jejum prolongado. Passar longos períodos sem se alimentar pode causar perda auditiva, zumbido e tontura. Também é preciso prestar atenção na frequência da ingestão de água para não deixar que as células fiquem desnutridas, já que isso pode afetar o fluxo de sangue no ouvido.

Dicas práticas: o que ingerir?

Já falamos da importância da ingestão de vitaminas. Alguns alimentos ricos em vitamina A são cenoura, abóbora e batata doce. A vitamina C pode ser encontrada principalmente em frutas: laranja, maçã, morango e goiaba são algumas sugestões. Fontes de vitamina E são amêndoas, nozes, azeitona, brócolis, entre outros.

Outra dica é evitar a ingestão de doces. A glicose em excesso afeta a regulação dos íons presentes no ouvido, que são fundamentais para a audição. Alimentos como leite, abacate e banana são ricos em potássio, que ajuda na transmissão dos impulsos nervosos, sendo essenciais para o bom funcionamento da audição.

Já vimos que cuidar bem da alimentação é também cuidar da saúde auditiva. Por isso, é necessário buscar uma dieta balanceada antes que o processo de destruição das células sensoriais se torne irreversível.

Quer que essa informação alcance mais pessoas? Compartilhe o post nas suas redes sociais!

Voltar para Notícias