Por que achamos estranho ouvir a nossa voz?

Por que achamos estranho ouvir a nossa voz?

Por que achamos estranho ouvir a nossa voz?

Se você já ouviu uma gravação da sua voz, com certeza achou ela estranha, certo? Fique tranquilo porque você não é o único. A maioria das pessoas odeia ouvir a própria voz numa gravação, por exemplo. Você sabe por que isso acontece?

O som pode chegar aos nossos ouvidos de dois jeitos diferentes: conduzido pelo ar ou pelos ossos. Quando é conduzido pelos ossos, a transmissão do som vai das nossas cordas vocais para a cóclea, estrutura do ouvido responsável pela captação do som. Nesse caso, as frequências mais agudas dos sons são abafadas pelos nossos ossos. Isso dá a impressão de que a nossa voz é mais grave.

O outro jeito do som chegar aos nossos ouvidos é pelo ar. É isso que acontece na maioria dos casos, como quando ouvimos as vozes de outras pessoas, o som da chuva, uma música ou a nossa própria voz numa gravação. Dessa maneira, os nossos ossos da cabeça não abafam o som e é por isso que nossa voz aparenta ser mais aguda nesse caso.

Portanto, quando você ouve sua voz gravada, está a ouvindo a versão com as vibrações que viajam pelo ar. Quando você fala, o som é uma combinação de vibração do ar e dos ossos. Como a maioria dos sons viaja pelo ar, a voz gravada é a que corresponde ao som que as outras pessoas ouvem quando falamos.

Autopercepção

Esse cenário pode ser comparado à nossa relação com a nossa imagem. É mais ou menos isso o que acontece também quando nos vemos no espelho e quando vemos uma foto nossa. A sua imagem no espelho sempre fica diferente da imagem na foto, certo?

A imagem que nós vemos no espelho ou na câmera frontal do celular (e é a mais comum para nós) é invertida, enquanto na fotografia não. Essa situação confunde o nosso cérebro e nos faz gostar menos do que vemos e ouvimos quando não estamos acostumados.

Voltar para Notícias