Qual o motivo da cera de ouvido?

Qual o motivo da cera de ouvido?

Qual o motivo da cera de ouvido?

A cera que temos no ouvido, conhecida também como cerume, serve para a proteção do órgão. Ela age cobrindo a pele fina e frágil do canal auditivo, impedindo que partículas de poeira, areia, microorganismos ou água prejudiquem a audição.

O ouvido é dividido em três principais partes: externo, médio e interno. A cera de ouvido é produzida nas glândulas sebáceas que ficam na orelha externa. Em alguns casos essas glândulas são produzidas em quantidade maior que a necessária, o que pode levar ao acúmulo da cera e resultar em problemas de audição. Quando há a falta ou retirada constante dessa camada protetora, as glândulas tendem produzir mais ou menos do que o necessário, deixando o ouvido médio mais vulnerável a vírus, bactérias e fungos, que podem causar infecções.

Normalmente, o ouvido passa por um processo de auto limpeza. Quando há um pequeno acúmulo a cera tende a secar e se desprender do canal auditivo, que se desloca até a parte mais externa, sendo então seguro a retirada quando está na entrada do ouvido.

Em alguns casos os problemas de audição também acontecem devido ao fato da cera ser empurrada por cotonetes e grampos até a membrana timpânica, prejudicando assim a qualidade sonora. Além disso, a limpeza incorreta e descuidada pode machucar o tímpano, que é uma pele muito fina e frágil. Também pode causar o problema conhecido como rolha de cera. Trata-se do acúmulo anormal de cera, formando um tampão que pode ocasionar problemas auditivos.

Como devo limpar corretamente o ouvido?

Por ser um processo delicado e perigoso, os médicos recomendam que se limpe apenas a parte externa. Evite colocar no canal auditivo hastes flexíveis, tampas de caneta, chaves, entre outros. Esses objetos podem acarretar uma infecção de ouvido.

Em casos de alteração na qualidade sonora é preciso consultar um médico. O profissional otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo irá se certificar das condições da cera, do canal e da membrana timpânica antes de decidir pelo método de remoção, que pode ser através de lavagens, aspirações ou com instrumentos especiais. Às vezes, é necessário usar gotas especiais para amolecer e soltar a cera antes da remoção.

Curiosidades

  • Existem tipos diferentes de cera de ouvido, que são determinados geneticamente. O tipo úmido é o mais comum, sendo os caucasianos e africanos mais propícios ao cerume úmido do que os asiáticos, que apresentam cerume mais seco. Essa variação tem sido usada em estudos para rastrear os padrões antigos de migração humana.
  • A princípio, acreditava-se que a função da cera era lubrificar o canal auditivo.
  • A cera é produzida entre 1 mil e 2 mil glândulas sebáceas. Essa substância nada mais é do que um mix de pelos, pele morta e outros detritos corporais.
  • A cor e textura da cera podem indicar a sua saúde. O tom de marrom muito parecido com o do café pode indicar que seu organismo passou por um forte estresse recentemente. Caso seja esbranquiçada pode indicar falta ou carência de alguma vitamina.
Voltar para Notícias