Quando usar um ou dois aparelhos auditivos?

Quando usar um ou dois aparelhos auditivos

Quando usar um ou dois aparelhos auditivos?

A audição é essencial para o nosso senso de equilíbrio, direção e localização. Ela é primordial para o relacionamento humano através do desenvolvimento da fala e linguagem.  Por isso, problemas relacionados à audição podem ocasionar em casos de isolamento de uma pessoa.

Atualmente a medicina e as tecnologias andam juntas, auxiliando na melhoria da saúde e do bem estar, como o aparelho auditivo. Uma das principais dúvidas dos pacientes, quando chegam a sua primeira consulta com o profissional fonoaudiólogo ou otorrinolaringologista, é a respeito da necessidade de usar sempre dois aparelhos.

Na verdade, não existe uma fórmula certa ou errada: cada paciente possui uma necessidade especial e ela deve ser atendida de acordo. Por isso, o profissional fonoaudiólogo ou otorrinolaringologista faz uma série de testes para medir o grau de surdez. Só assim ele consegue determinar se é necessário usar os dois ou apenas um aparelho.

Em geral o uso dos dois aparelhos é mais comum. É recomendado quando a dificuldade auditiva é bilateral, assim é possível corrigir os dois lados (esquerdo e direito) ao mesmo tempo, estimulando a frequência binaural, sem prejudicar o cérebro.

O que é frequência binaural?

Para compreender melhor essa dinâmica, é só escutar músicas gravadas em batidas binaurais, com o fone. Perceba que ao longo da música alguns instrumentos são mais presentes de um lado ou, que em algum momento a música fica mais baixa de um lado e mais alta do outro.

Ao receber um som, o cérebro é capaz de detectar as variações recebidas pelos hemisférios (esquerdo e direito) separadamente e assim sincronizá-los. Com a sincronização conseguirmos entender uma mensagem e se localizar no espaço.

Afinal, posso usar apenas um aparelho?

Há exceções, como quando a dificuldade auditiva é mais severa em apenas uma orelha. Porém, é preciso ter cuidado. Se for usada de maneira incorreta pode desencadear o desestímulo do lado normal, deixando “preguiçoso”. Consequentemente, faz com que o uso dos dois aparelhos seja obrigatório para a melhora do desempenho sonoro.

Voltar para Notícias