6 doenças auditivas que podem causar perda da audição

6 doenças auditivas que podem causar perda da audição

6 doenças auditivas que podem causar perda da audição

Algumas causas de perda auditiva são mais conhecidas, como a exposição frequente a ambientes muito barulhentos e a perfuração no tímpano. Mas você sabia que existem diversas doenças auditivas que também podem causar perda da audição? Nós preparamos uma lista com algumas delas:

1. Doença de Ménière

A doença de ménière está relacionada ao excesso de líquido no ouvido interno por conta de uma falha no sistema linfático. Os principais sintomas são vertigem, inchaço, pressão, zumbido e perda auditiva. Os distúrbios ocorrem de forma imprevisível e podem durar até vinte e quatro horas.

Na maioria dos casos, o tratamento é realizado com remédios para vertigem. Recentemente surgiu outro tipo de tratamento, com o Meniett, um dispositivo que é instalado no ouvido e equilibra a pressão no órgão. Infelizmente esse dispositivo não surte efeito em todos os pacientes.

2. Labirintites

Labirintites são doenças auditivas que afetam o labirinto, também conhecido como ouvido interno. Entre os principais sintomas estão: tontura, falta de ar, dor de cabeça e náusea. Elas podem ser causadas por diversos fatores, como diabetes, problemas emocionais, lesões no ouvido interno, consumo excessivo de álcool e tabaco, entre outros. O motivo deve ser identificado pelo médico para ser tratado adequadamente. Somente assim é possível evitar complicações que levem à perda auditiva.

3. Otite Média

As otites são inflamações que acontecem no ouvido médio. Elas podem surgir a partir da entrada de água no ouvido, de uma gripe ou processo alérgico. São causadas por vírus ou bactérias que fazem com que fique acumulado líquido atrás do tímpano. O problema causa dor e, em alguns casos, pode resultar em problemas auditivos temporários.

É a causa mais comum de problemas auditivos em crianças e, se não for tratada corretamente, pode causar perda da audição. O tratamento é normalmente realizado com medicamentos, mas em alguns casos pode ser necessária a realização de uma cirurgia.

4. Otosclerose

É causada pelo crescimento anormal do estribo, um dos três ossos do ouvido interno. Assim, ele impede o funcionamento adequado das estruturas, o que interfere na capacidade de ouvir. Apesar de ser hereditário, existem casos de pacientes que não possuem histórico na família.

O tratamento em casos mais leves é realizado com o uso de aparelho auditivo e, se não for realizado de forma correta, pode agravar para uma surdez completa. Já nos casos mais graves, pode ser necessária a realização de uma intervenção cirúrgica.

5. Ototoxicidade

Existem diversos medicamentos que possuem substâncias prejudiciais aos ouvidos. Eles podem causar efeitos temporários ou permanentes, reversíveis ou não. Alguns dos sintomas são zumbido, vertigem e perda da audição.

A dose, a duração do tratamento, a taxa de infusão e outros fatores influenciam na ototoxicidade de um medicamento. Por isso, é muito importante seguir à risca a receita do médico ao paciente. Entre as drogas que podem causar essas consequências, estão: neomicina, canamicina, ácido etacrínico, sacilatos, antineoplásicos e outros.

6. Zumbido

O zumbido ou tinnitus é o barulho persistente que pode atingir um ou dois ouvidos. Ele gera um grande incômodo para o paciente, impedindo a concentração em tarefas do dia a dia e até mesmo atrapalhando o sono. Em alguns casos, ele é temporário, como quando a pessoa fica exposta por muito tempo ao som alto durante um show, por exemplo. Ao sair de lá, ela pode ficar com a sensação de zumbido durante algumas horas.

Quando o zumbido é contínuo, ele é chamado de zumbido crônico. É quando o paciente ouve o tempo todo um som irritante, como o de um apito ou buzina. A causa mais comum é a exposição prolongada a ruídos fortes. Porém, o consumo de drogas ou lesões na cabeça também podem ser causadores. Entre os efeitos colaterais estão o estresse, a fadiga e a perda auditiva.

Todas essas doenças auditivas precisam de um diagnóstico rápido e do tratamento correto. Somente assim é possível evitar que problemas sérios, como a perda da audição sejam desencadeados. Mas se você ou alguém que você ama está com suspeita de perda auditiva, não se desespere! Entre em contato com a Acurys para agendar uma avaliação e tomar todas as providências necessárias para ter a melhor qualidade de vida nessa situação.

Voltar para Notícias