A importância da comunicação na relação entre mãe e filho

Comunicação entre Mãe e Filho

A importância da comunicação na relação entre mãe e filho

É inegável a importância da relação entre mãe e filho, mas nesse mês de Maio, relembraremos o quanto a comunicação é essencial para esse elo, seja ela em gestos, escrita ou fala.

A voz humana é o primeiro contato do feto com o mundo exterior.  Não é atoa que a ligação entre mãe e filho é muito forte antes mesmo do bebê nascer. Com 16 semanas de gestação, o bebê já consegue ouvir a voz da mãe, tornando a audição o primeiro sentido a se desenvolver. Por isso, algumas mães utilizam a música para acalmar os bebês quando estão agitados na barriga.

Alguns estudos também afirmam que os recém-nascidos possuem memória sonora dos últimos três meses da gestação. Por isso, eles podem se lembrar de histórias e canções que são ditas repetidamente no decorrer dos meses. Também percebe-se que o bebê reconhece com maior facilidade a voz da mãe, sempre virando o tronco para a direção em que ela está quando fala, mesmo enquanto outras pessoas estão falando com ele.

A importância da comunicação entre mães ouvintes e filhos surdos

No entanto, como essa relação entre mãe e filho é desenvolvida quando o bebê já nasce com deficiência auditiva? Um fator de importância determinante para que o desenvolvimento da criança ocorra da maneira esperada é a aquisição da linguagem. Esta aquisição, se dá pela interação com outras pessoas, permitindo a criança o conhecimento de organizar, criar e entender o mundo e a si mesma.

Já que a criança vivencia suas experiências de forma lúdica, a infância tem como característica principal as brincadeiras. Quando a criança possui perda auditiva, ela geralmente tem problemas na aquisição da linguagem, o que leva a outras consequências, como a dificuldades na estruturação cognitiva e emocional, no comportamento e na socialização.

Enfim, o atraso de linguagem pode comprometer todo o desenvolvimento da criança. Como já foi descrito anteriormente, a aquisição da linguagem é um processo de origem social e no início da vida da criança é a mãe a principal representante da sociedade. Por isso, a relação das mães com o filho deficiente auditivo é tão importante quanto o tratamento com a fonoaudióloga. A mãe transporta suas as ações e sons ao filho, propiciando a criação de conceitos pela criança.

Parte desse texto foi retirado de uma tese com fontes bibliográficas.

A relação entre mãe e filhos durante a quarentena

A quarentena, resultado da pandemia do Corona Vírus, veem causando mudanças de rotina e também a incerteza sobre o futuro. Especialmente nas mães, esses acontecimentos podem se juntar com a sobrecarga de tarefas, causando estresse profundo.

a importancia da comunicação entre mãe e filho

Atividades simples no dia-a-dia podem amenizar os efeitos da quarentena e fortalecer a relação entre mãe e filho. (Foto/Reprodução)

Por outro lado, esse momento pode servir para fortalecer o vínculo entre mãe e filho e resultar no bem-estar e companheirismo. Programar atividades diárias com os pequenos pode ajudar nessa relação. Um simples pedido de ajuda na hora de fazer alguma receita pode virar um momento de diversão entre mãe e filho. Brincadeiras de teatro, caça ao tesouro ou até mesmo um acampamento dentro de casa, podem trazer alegria e se tornarem momentos inesquecíveis.

É inegável a importância da mãe na vida do filho. Nesse mês de maio, a Acurys deseja parabenizar todas as mães do Brasil.

Cuide do seu ouvido! Entre em contato com a Acurys para te ajudarmos.

Voltar para Notícias