Adaptação com aparelhos auditivos: saiba algumas situações comuns!

Adaptação com aparelhos auditivos: saiba algumas situações comuns!

Adaptação com aparelhos auditivos: saiba algumas situações comuns!

A perda auditiva gera um impacto emocional no indivíduo, afetando a sua autoestima. Por isso, muitos sentem vergonha de usar aparelho auditivo. Essa barreira do preconceito deve ser quebrada, uma vez que o aparelho serve para melhorar a qualidade de vida das pessoas proporcionando bem-estar. A busca pelo aparelho ideal não é fácil. Alguns são recomendados para perdas unilaterais, outros para zumbido, tem também os que funcionam com pilhas e os recarregáveis. Além da diversidade de opções, o período de adaptação com aparelhos auditivos pode ser assustador para alguns, mas é preciso paciência e persistência.

Como passar pelo período de adaptação

Primeiramente, é necessário ter em mente que a audição do usuário de aparelhos auditivos não vai ser a mesma para todos os ambientes. Como a perda auditiva afeta a comunicação interpessoal, o intuito da prótese é melhorar a comunicação da pessoa.

Assim, conte com o fonoaudiólogo para escolher a prótese ideal. Ele avaliará todos aspectos necessários da sua perda auditiva para indicar o melhor aparelho para o seu caso. Além disso, mantenha-o sempre informado da sua adaptação para eventuais ajustes. Fique atento e anote o que acha que precisa de correções.

Para ajudar neste período de adaptação com aparelhos auditivos, escolha um familiar ou amigo para treinar sua comunicação. Converse frequentemente para se acostumar com a própria voz e com a dos outros. Dê preferência para lugares silenciosos para facilitar o entendimento.

Explore diferentes ambientes e situações cotidianas. Depois de acostumar-se com a sua voz, vá além e desafie-se. Uma dica é tentar escutar um noticiário ou podcast. Crie expectativas!

O mais importante, use! No começo não é fácil porque todo barulho é amplificado e pode gerar dor de cabeça e irritação. Contudo, quanto mais usar, mais rápido o incômodo tende a desaparecer.

Situações de adaptação

Desconforto com barulhos altos e fortes
Com o tempo, o deficiente auditivo perde a sensibilidade para sons fortes e os baixos ficam inaudíveis. Ao usar o aparelho, ele recupera essa sensibilidade, mas leva um tempo para se acostumar novamente.

Efeito de oclusão
É a mesma sensação de quando se coloca o dedo no ouvido, fazendo com que os sons apresentem eco, inclusive a própria voz. A boa notícia é que isso pode ser resolvido com ajustes adequados.

Retroalimentação ou feedback acústico
É um problema comum acontecer no início. Ocorre, geralmente, quando o aparelho está mal inserido e atrapalha o entendimento dos sons.

Percepção de ruídos ambientais
Ruídos que são produzidos pelo relógio, máquinas, passos, água, vento, entre outros, acabam sendo esquecidos por aqueles que tem a perda gradual da audição. O aparelho auditivo traz de volta esses ruídos, que podem gerar um desconforto inicialmente.

Está precisando de ajuda para se adaptar ao seu aparelho auditivo? Procure a Acurys e tenha um atendimento focado com nossas fonoaudiólogas especializadas!

Voltar para Notícias