Audiometria ocupacional nas empresas

Audiometria ocupacional para empresas

Audiometria ocupacional nas empresas

A audiometria ocupacional é um exame voltado especificamente para trabalhadores que são submetidos a ambientes com alto nível de ruído e com risco de perda funcional do sentido da audição. Ele mede a capacidade auditiva, detecta alterações na audição e diagnostica o tipo e grau da perda auditiva. O exame é rápido e indolor, e leva esse nome pois está relacionado com a ocupação do colaborador dentro da empresa.

O exame é previsto pelas leis trabalhistas de acordo com os critérios determinados pela NR 7. As empresas devem se preocupar não apenas em cumprir a lei, mas em garantir a saúde e produtividade dos seus trabalhadores.

Como e quando a audiometria ocupacional deve ser realizada?

O ideal é que o exame seja feito em 3 ocasiões principais: no momento da admissão, a cada 6 meses de trabalho e em caso de desligamento do funcionário. Se for detectado algum problema auditivo no colaborador, é preciso que a empresa adote medidas para evitar que o problema agrave.

O teste é realizado dentro de uma cabine acústica, com o uso de fones de ouvido. São aplicados dois tipos de avaliação: audiometria tonal e vocal. Na primeira, o colaborador deve acenar toda vez que ouvir um som. É esse exame que determina o tipo e grau da perda auditiva ou se a audição está normal. Na segunda avaliação, o paciente deve repetir palavras e fonemas da maneira que entender. O objetivo é saber a capacidade de detectar a fala humana.

Com o resultado do exame em mãos, o colaborador deve apresentar para o médico do trabalho, que dará as orientações necessárias para o funcionário e para a empresa. Em alguns casos, o uso do protetor auricular durante o expediente pode ser recomendado para prevenir danos. Em casos mais graves, pode ser necessário o remanejamento do colaborador para outro setor.

O exame é indicado para todos os profissionais, mas algumas áreas precisam de maior atenção. É o caso de quem trabalha com transporte de cargas, por exemplo, pois essas pessoas estão mais propensas a desenvolver problemas auditivos por conta do ruído.

Por que cuidar da audição?

A deficiência auditiva é uma doença de avanço lento, que faz com que as pessoas só a percebam nas fases mais avançadas. Estima-se que pessoas com perda auditiva demorem cerca de 7 anos para procurar ajuda. Por isso, realizar exames com frequência é importante para evitar o desenvolvimento de problemas mais graves. Assim, a audiometria ocupacional possibilita identificar a perda auditiva ainda em estágio inicial, tornando o tratamento mais eficaz.

Você está cuidando da sua audição? Agende agora mesmo o seu chek-up auditivo!

Voltar para Notícias