fbpx

Casos de perda auditiva em crianças podem ser evitados

60% dos casos de perda auditiva em crianças podem ser evitados

Casos de perda auditiva em crianças podem ser evitados

60% dos casos de perda auditiva em crianças podem ser evitados! Se quer saber tudo sobre como cuidar da audição dos pequenos, então este texto é para você.

Observação é a saída para prevenir perda auditiva em crianças

Quando o assunto é a saúde auditiva de bebês e recém-nascidos, nossa fonoaudióloga aqui da Acurys deixa claro como é que devemos agir: observando as reações do bebê! “Desde que nasce, o bebê já se assusta com uma batida de porta, reage a sons, localiza de onde vêm, na hora em que a mãe entra e fala ele se acalma com sua voz, por exemplo. Com seis meses de idade ele já consegue localizar para direita e esquerda, com nove meses ele já localiza em cima”, diz Juliana Arbex.

A criança aprende observando e reproduzindo o que percebe vindo dos adultos, por isso, a audição é destacada por Juliana como um sentido importantíssimo.  

“Todos os sentidos são importantes para o desenvolvimento infantil, mas o auditivo tem uma crucial importância no desenvolvimento desde o nascimento. Desde a barriga da mãe o bebê já tem a cóclea formada e já está ouvindo o som da voz da mãe. Esse desenvolvimento nos dois primeiros meses de vida, ouvindo bem, é fundamental para poder aprender a falar, isto porque a gente aprende a falar ouvindo. E a fala, por sua vez, tem relação também com o desenvolvimento escolar e desenvolvimento das humanidades como um todo”, afirma.

A reação aos sons é um indicador importante

Se você percebe que seu bebê não reage a sons, este pode ser um sinal de que há algo errado com a audição. “É muito importante as mães estarem atentas para este comportamento auditivo da criança. Quanto antes ela buscar um tratamento com um otorrinolaringologista ou com o próprio pediatra, a gente pode evitar perdas de audição com um diagnóstico precoce”, afirma Juliana.

Ela também alerta para o fato de que a perda auditiva em crianças se apresenta em um número que não pode ser minimizado. “Uma a cada mil crianças que nascem no Brasil vão ter algum problema auditivo grave, e seis a cada mil terão uma perda leve”, diz Juliana.

Em entrevista à TV Naic, em Bauru, nossa fonoaudióloga aborda pontos importantíssimos sobre o desenvolvimento auditivo das crianças e como agir para promover a saúde auditiva dos pequenos. Para assistir ao vídeo completo da entrevista, é só clicar aqui.

E para agendar uma consulta aqui em nossa clínica, é só clicar aqui .

Voltar para Notícias