Como proteger os ouvidos durante os jogos do seu time

Como proteger os ouvidos durante os jogos do seu time

Como proteger os ouvidos durante os jogos do seu time

Em campeonatos esportivos como a Copa do Mundo é muito comum que a torcida utilize apitos, vuvuzelas e cornetas para torcer para o Brasil. Mas não é só em grandes campeonatos que o volume de ruído é alto. Os times mais consolidados costumam ter torcidas organizadas, que animam os torcedores e o apoiam o time cantando, gritando e fazendo barulho. Você sabe como proteger os ouvidos durante os jogos de futebol?

A exposição a esses barulhos estão acima dos 85 decibéis (dB) tolerados pelo ouvido humano. Os sons podem chegar a até 120 dB, equivalente ao barulho de uma turbina de avião. A situação é ainda mais grave quando falamos em torcer em ambientes fechados, como num bar. Nesse caso, o som reverbera nas paredes e volta para os ouvidos mais vezes, o que aumenta o desconforto e pode causar lesão nos ouvidos.

Os ruídos em estádios e bares podem danificar as células ciliadas do ouvido interno, que são responsáveis por receber as vibrações sonoras. Essas células não possuem a capacidade de se regenerar. Portanto, uma vez danificadas, começam a surgir as lesões auditivas, como o zumbido ou a hipersensibilidade. Com esses sintomas, procure um médico especialista.

Como proteger a audição

Torcer para seu time é ótimo, mas é preciso tomar alguns cuidados. O uso do protetor auricular é a melhor opção. Ele não atrapalha a comunicação e nem o entendimento do jogo, mas abafa até 25 dB, diminuindo a quantidade de som que chega ao ouvido. É importante lembrar que tapar os ouvidos com as mãos ou com algodões não são métodos eficientes. Essa “proteção” não costuma ser suficiente para diminuir o impacto dos sons.

Outra medida importante é realizar intervalos de 10 minutos a cada 1 hora de barulho intenso. Quanto maior for o período de exposição aos ruídos, maior é o risco de lesão. No estádio não só os 90 minutos de jogo são barulhentos, mas a preparação, os intervalos e a comemoração também.

Caso a pessoa deixe o estádio ou o bar com zumbido no ouvido e ele persistir até o dia seguinte, é um sinal de que houve exposição prejudicial aos sons. O ideal é que a pessoa mantenha um repouso auditivo e, se não melhorar, procurar um médico otorrinolaringologista.

Posso ficar surdo assistindo futebol?

No geral, não. A perda auditiva costuma se desenvolver lentamente com o passar dos anos e das exposições aos ruídos. Porém, em circunstâncias como a explosão de um rojão próximo ao ouvido ou a emissão do som de uma corneta muito próxima ao ouvido, isso pode acontecer. Por isso, reforçamos que proteger os ouvidos durante os jogos de futebol é muito importante para a sua saúde auditiva.

Se você tiver algum problema ou desconforto, agende uma consulta na Acurys!

Voltar para Notícias