Gritar para um deficiente auditivo te ouvir é necessário?

Não precisa gritar para um deficiente auditivo

Gritar para um deficiente auditivo te ouvir é necessário?

Quando conhecemos alguém que tem problemas auditivos, nossa primeira reação é tentar gritar para um deficiente auditivo para que nos entendam melhor. Pensando em facilitar a compreensão, a nossa intuição nos leva a acreditar que devemos gritar para sermos entendido.

Mas será que essa é a melhor solução para melhorar a comunicação entre um ouvinte e uma pessoa com deficiência auditiva? A resposta é…

Não! Gritar para um deficiente auditivo não é a melhor maneira de se comunicar!

O ato de gritar com pessoas com baixa audição, além de ser ineficaz, pode causar constrangimentos. Essa é uma das atitudes que mais trazem desconforto para quem sofre com a deficiência auditiva.

Gritar pode fazer com que o entendimento das palavras se tornem ainda mais difícil! Além disso, existem pessoas que utilizam aparelhos auditivos, que controlam automaticamente o volume que a pessoa irá ouvir.

Antes de qualquer coisa, conheça mais sobre a pessoa que você está conversando. Tente falar devagar, com clareza entre as palavras, de forma que a pessoa com quem você está falando possa fazer leitura labial.

Muitas vezes, a mímica também pode ser uma boa opção. Junto com a fala lenta e clara, acrescente sinais que remetam àquilo que você está querendo dizer.

As Libras como opção

Alguns deficientes auditivos utilizam as Libras para facilitar a sua comunicação. Caso você não saiba se comunicar através das Libras, verifique se há algum intérprete por perto que possa te ajudar.

Além disso, as Libras podem ser utilizadas também em materiais como vídeos, além de legendas auxiliares para que o alcance seja maior a todos os públicos.

Por último, a empatia é mais do que necessária em momentos como esse. Se coloque no lugar de quem você está conversando e pense em como você gostaria de ser tratado se estivesse na mesma posição.

Voltar para Notícias