O auxílio do fonoaudiólogo para perda auditiva

O auxílio do fonoaudiólogo para perda auditiva

O auxílio do fonoaudiólogo para perda auditiva

Depois de passar por um otorrinolaringologista e receber o diagnóstico de perda auditiva, é preciso recorrer aos aparelhos auditivos. Para isso, deve-se buscar uma clínica que ofereça esses produtos. É o fonoaudiólogo que acompanha o paciente com perda auditiva, analisa o problema e verifica o grau de surdez existente.

A formação desses profissionais envolve psicopedagogia, dinâmicas e estratégias específicas para o melhor tratamento do paciente. Será que você conhece todas as funções do fonoaudiólogo em cada etapa da perda auditiva? Confira:

1) Análise do caso

O primeiro passo que deve ser realizado pelo profissional é analisar cuidadosamente cada caso. Somente assim é possível avaliar o grau de surdez existente, que pode ser leve, moderada, severa ou profunda.

2) Indicação do melhor aparelho auditivo

Depois, é preciso selecionar o melhor aparelho auditivo. É de acordo com o grau da perda auditiva e com as necessidades do paciente que o fonoaudiólogo irá indicar o aparelho mais adequado. Porém, não basta apenas a indicação. É preciso apresentar estratégias de como o paciente pode melhorar o seu desempenho na comunicação.

3) Ajustes do aparelho

Portanto, o profissional também é responsável por fazer todos os ajustes para que o dispositivo fique o mais confortável possível. Além disso, também deve treinar a audição do paciente para que ele se adapte mais facilmente e de maneira rápida. A aceitação e adaptação agradável do paciente faz parte das atribuições do profissional. 

4) Orientações em relação à audição e ao aparelho

O fonoaudiólogo deve oferecer toda a informação necessária em relação aos cuidados, periodicidade das manutenções, instruções e procedimentos ou exames necessários durante o uso do aparelho auditivo. Também é papel do profissional estimular a linguagem e a fala, mesmo em pacientes com grau de surdez elevado.

As orientações devem se estender aos familiares mais próximos da pessoa com perda auditiva, para que eles possam ajudar no processo de adaptação. O apoio das pessoas próximas contribui para o tratamento da perda auditiva.

5) Regulagens periódicas

As regulagens também garantem a manutenção correta da prótese. Elas são essenciais para que o paciente ouça os sons de forma clara, mas sem que estejam muito altos ou atrapalhando o seu bem-estar. Por isso, as consultas periódicas são essenciais para quem utiliza aparelho auditivo. Além disso, pode acontecer do aparelho sofrer quedas ou ir diminuindo sua eficácia com o tempo, o que precisa ser avaliado por um profissional.

Está em busca de uma clínica com fonoaudiólogos especializados em aparelhos auditivos? Entre em contato com a Acurys!

 

Voltar para Notícias