Pacientes com perda auditiva retornam mais vezes ao hospital

Pacientes com perda auditiva retornam mais vezes ao hospital

Pacientes com perda auditiva retornam mais vezes ao hospital

Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de Nova York sugere que pacientes hospitalizados que possuem perda auditiva têm 32% mais chances de retornarem ao hospital nos próximos 30 dias. Grande parte deles relataram dificuldade de compreensão da fala e orientações do médico.

Os estudos

O estudo contou com 4.436 participantes com 65 anos ou mais. Todos tinham sido hospitalizados pelo menos uma vez entre 2010 e 2013. Vale pontuar que a maioria dos que possuíam perda auditiva eram mais idosos e de classe socioeconômica baixa. O principal resultado do estudo mostrou que 12% dos participantes possuem dificuldades de compreender as falas do médico e de outros profissionais da saúde. Isso explica a grande taxa de retorno em menos de um mês.

Um dos pontos levantados foi que os ambientes hospitalares costumam ser muito ruidosos. Por isso, acabam se tornando um desafio para pessoas com perda auditiva. Outro fator apontado é a inconsistência da autoavaliação da saúde por parte do paciente. Confiar em pessoas para descreverem sua própria condição ou dificuldade de compreensão da fala não é recomendado. Isso porque muitas vezes os pacientes “diminuem” a seriedade da sua dificuldade auditiva por conta do preconceito associado a ela.

Uma outra pesquisa realizada pelo National Institutes of Health, nos Estados Unidos, mostrou que a perda auditiva afeta uma em cada três pessoas entre 63 e 74 anos. Acima dos 75 anos, a condição atinge quase metade das pessoas.

Conclusões

Tendo em vista esses números, os pesquisadores apontaram a necessidade de aumentar a conscientização dos profissionais sobre a alta prevalência de perda auditiva em idosos e educar equipes médicas. É uma ação relativamente simples, mas com a qual os hospitais normalmente pouco se preocupam. A conscientização das equipes permite que eles se comuniquem mais atenciosamente com os pacientes com perda auditiva. Dessa forma, podem proporcionar o objetivo de todos os hospitais: oferecer uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

Voltar para Notícias