Por que o zumbido afeta o sono?

Saiba o porque o zumbido afeta o sono

Por que o zumbido afeta o sono?

O zumbido é um som percebido pelo indivíduo sem uma fonte externa que o produza. Pode ser parecido com chiados, assobios, sons de insetos e até mesmo com o som de uma panela de pressão. Cerca de 17% da população mundial tem zumbido. É um som incômodo, difícil de suportar e que causa estresse e irritação, reduzindo a qualidade de vida.

No Brasil, ele afeta 28 milhões de pessoas. O grau de intolerância e desconforto estão frequentemente relacionados com a intensidade do som ouvido. O tema é tão sério e relevante, que existe a campanha nacional de conscientização sobre o zumbido todos os anos, em novembro.

Como o zumbido afeta o sono?

Quem sofre com zumbido escuta sons de maneira persistente e que se intensificam no período noturno, quando os barulhos externos são significativamente reduzidos. Isso gera dificuldade para dormir, sendo uma das causas da insônia. Nos casos em que o zumbido afeta o sono, ele já está em um estágio mais grave, que muito provavelmente causa também estresse, irritação e até mesmo fobias.

Quais são as causas?

No geral, não há uma causa específica. Alguns fatores como perda auditiva, infecção no ouvido, cerume, alguns medicamentos e exposição prolongada a ruídos podem estar associados ao zumbido. Também pode ser causado por disfunção dentária, como o bruxismo e por dor cervical crônica.

Diagnóstico

Primeiro, o paciente passa por exames audiológicos, laboratoriais, de imagem, entre outros. Também é dada uma atenção à vida psíquica do paciente. Os exames podem determinar a frequência e a intensidade do zumbido, além de identificar se há perda auditiva associada. O diagnóstico deve ser rápido, assim como a intervenção direcionada pelo profissional responsável.

Tratamento

Existem algumas maneiras de aliviar o zumbido e uma delas é a terapia cognitivo-comportamental que tem como foco informações orientadas, análise do comportamento pessoal, prática de exercícios e experiências positivas. A terapia aborda os seguintes aspectos:

  • Dar explicações detalhadas sobre o zumbido, com o intuito de desmistificar o sintoma e entender como as emoções e sentimentos podem influenciar
  • Desviar os hábitos que estimulam os zumbidos e aprender métodos de relaxamento e técnicas de habituação
  • Realizar estimulação acústica e treinamento para uso de aparelhos que possam desviar a atenção do zumbido

Em lugares e momentos silenciosos, como na hora de dormir, os geradores de som são indicados pois geram um som suave, como os da natureza, que distraem e aliviam o paciente. Para não incomodar o parceiro, pode ser utilizado o travesseiro com alto falante.

Se você sofre com zumbido e está em busca de tratamento, entre em contato com a Acurys!

Voltar para Notícias